Bem Vindo!

Ler é mais que decifrar códigos linguísticos...
É ver o que mais ninguém vê...
Ler é viver, é sonhar, é renascer
A cada amanhecer...
Ler é um encontro com a realidade dos sonhos
Descobrindo a cada segundo
Um mundo novo, escondido ao nosso redor...

terça-feira, 5 de julho de 2011

SUICÍDIO

SUICÍDIO

A tarde langorosa recorda os ais de outrora
Esquecido no alpendre o olhar da ilusão
Dias perdidos no relógio inerte da dor
Entre brumas o brilho da lâmina
Fascina o destraido palhaço.

Dúvida...

Nada compara o prazer da pobre
Alma suicida apaixonada pela vida ao
Encontrar o silêncio as margens da razão
Inóspita que brinca de ser razão
Consciente de que não existe razão.

Segue o vento...

Descobri-se a existência do nada.


--
Gheysa Daniele